domingo, abril 01, 2007

A ti,

Estás a esmagar-me o peito, não vês? A controlar-me os movimentos e a prender-me o miocárdio na frieza das tuas palavras. Estás a magoar-me o cabelo, não sentes?! A embaraçar-me os caracois contra a dureza do teu perdão e a arrogância do teu ego. Estás a arranhar-me as costas, não percebes?! A sensurar-me o vestido com as tuas mãos brutas e os dedos ásperos. Estás a trincar-me o queixo, não te doi?! A amaldiçoar-me os dias com a tua irritante presença, a perseguir-me as horas com o relógio nunca devolvido. Estás-me a pressionar a alma, não te custa?! A questionar-me os passos e a conquistar-me o tecto protector depois na guerra. Estás a anular-me a vida, não te arrependes?! A roubar-me os gestos um a um e a fintar a dança interminável depois de ti. Estás a engolir-me o ar, não ouves?! A devorar-me a paciência na infinita prepotência quando te fazes de feroz.
Estás-me a roubar as palavras, porquê?! Não te chega a janela lá de fora onde semeaste o teu destino?!
(Apetece-me assassinar-te!)


A ti, que nunca soubeste o que é o amor!

8 comentários:

Português Suave disse...

Mesmo sem te ler, hoje, postei algo baseado numa vontade tua.
Acho que estamos em sintonia :)*

Street Fighting Man disse...

há pessoas assim. que respiram directamente o ar dos pulmões dos outros.
por isso é que toda a gente gosta de ar puro de vez em quando :)

rage, system, a seguir vem tool não? lool
andas a ouvir umas coisas andas

El-Gee disse...

Que cru. Palavras rasgadas. TB fiquei com vontade de lhe fazer mal! E bem a ti

S. disse...

Sinto-te a alma rasgar-se em mil pedaços nestas palavras e a raiva desfazer-se em gotículas pequeninas de um amor despojado. Sinto-te o coração apertado, o mundo abandonado às cinzas em que ardeu. Sinto tudo isso e, por trás de tudo, uma força tão grande. Espetas o dedo na ferida, rebentas com as palavras até que não sobre pedra sobre pedra. Fazes explodir as emoções e não é o teu naufrágio que eu vejo, é fogo-de-artíficio bailando-te no olhar. Há tanta magia em ti...

makoka disse...

sinto-me pequenina...escreves bem, e acho que já o aniquilaste!

Sandro disse...

Estás a fechar os olhos ao quanto te amo... estás numa contante negação ao tanto que te desejo...
Não te arrependes?!...

YTMO disse...

Jamais... em circunstância alguma permitas que alguém te magoe. Transforma esse raiva em procura...

viking disse...

Ninguém, ninguém consegue entrar na nossa mente... a menos que lhe dês permissão para tal.
Consentir nisso é despojar-se de liberdade, é libertar-se da consciência que nos torna responsáveis. Não lhe dês esse poder!!!
Vejo-te bonita demais, arrisco mesmo, maravilhosa, para te negares a ti própria. Não o faças!