sexta-feira, dezembro 08, 2006

Tua

Hoje é daqueles dias que até tenho medo de escrever.
Não sei bem se por não encontrar as palavras ou se por sempre ter tido a mania de sofrer por antecipação.
Hoje não sofro. Não consigo, o coração está demasiado eléctrico e o miocárdio dispara como uma bomba-relógio sem direcção.

Os corpos tocam-se numa busca qualquer à qual chamamos o Ex Líbris do amor e arranhamos a garganta num desejo profundo de nos perdermos alem da realidade que nos toca na palma da mão.
Quebrei todas as possibilidades deixando, finalmente, o meu rosto encostar-se na sinfonia que te toca no coração e assim consegui enfurecer o meu corpo sendo eu em ti.
Perdi os sentidos que acidamente descongelavam como os lábios que ganhavam textura. E lá me ia cobrindo como o véu que nos cela a noite em forma de paixão.
Lá fora os candeeiros fogem da luz que os persegue e a lua treme com o vento que lhe fustiga na face, enquanto o meu peito se aquece no teu sem receio de amanhã estar frio.
Partilhamos os mesmos passos e dançamos a mesma música, evasivamente expulsamos o dilacerar das nossas veias, correspondendo à sintonia do amor.
Perguntei-te baixinho o que te ia na alma e os teus olhos, num murmúrio ensurdecedor, disseram-me 'tu'.
Baixei a cara deslizando os meus caracois pelos teus ombros que me encostam com bravura. O verniz estalava e as unhas partiam-se numa vontade louca de adormecer ali.
O teu aroma sufocava-me de vida e eu admirava-te sem parar. E a cada suspiro uma nova prece benze-te os dias guardando em ti a 7ª maravilha que és em mim.
Gritei-te o círculo que nos enfeitava e prendeste-me nos poros que não me deixavam sair da tua perfeição.
Estava louca.
Cega.
Louca! Sim, louca!
E era assim que venerava a insanidade que me lambia os poros que se esgotavam no teu odor.

Cheguei a casa. Matematicamente os meus dedos marcavam o número que te chama.
Era só pra dizer que 'sou tua'.

4 comentários:

soul_traces disse...

Que te vás afogando, a cada dia que passa, nessa salada de sentimentos que adoptaste para ti mesma. É necessária. É essencial. tempera-a com um bocadinho de ti e adoça-a com um bocadinho dele:) prova-a e explode nesse sabor deslumbrante que vocês comseguem criar:) continua a gritar. continua a assumir essa tua loucura insane. apaixonante e apaixonada.
beijokinhas***

Loja Da Menina disse...

gostei mesmo =) beijinho** xD

Té § [Pi]menta =) disse...

"E a cada suspiro uma nova prece benze-te os dias guardando em ti a 7ª maravilha que és em mim."

mas q bem! :')
continua a mostrar-te dele dessa maneira tão linda e tão doce como so' tu o sabes fazer! :) continua a descrever tão pormenorizadamente cada pedacinho dos teus sentimentos! q eu adoro ler! :)

beijuuufasss minha pantufasss :D * * * *

Murmúrio Histérico disse...

Este texto tá excepcional, e mais não consigo dizer! *