sexta-feira, novembro 10, 2006

Talvez ..


Há naquele passo o balanço de um compasso que nem os mais altos desígnios sabem explicar.
Como quem vai no comboio a melancolizar o olhar na pressa de chegar onde não se quer ir. Mas vai-se e o olhar desliza entre os membros que nos paralizam na eternidade de uma memória qualquer - são as memórias que nos adoçam o coração entre as folhas já mortas do lado de lá da linha.
E quando não queremos ir, ficamos. Ficamos na mais bela lembrança onde arrastamos fios de cabelo e enchemos os olhos de água salgada, enquanto as estações vão chegando e o comboio vai perdendo o mumúrio dos boatos da vizinha do lado.
Amanhã há mais uma viagem.
Vamos encher de novo os ouvidos recuperando memórias antigas que nos esvaziam a dor de quem parte sempre ficando lamentando os que ficam sempre partindo.
Talvez seja este o ciclo. Talvez.

Apenas talvez ..










vou perdendo as palavras bonitas como dois pesos que se juntam num fardo só.

2 comentários:

Té § [Pi]menta =) disse...

"são as memórias que nos adoçam o coração entre as folhas já mortas do lado de lá da linha."

n acho que vás perdendo as palavras bonitas! :) basta ler os teus textos!

talvez sim, talvez não, talvez talvez! *

gostei mt do todo do texto, e da imagem tb :)mas tb n esperava menos de ti! :)*

bjinhooo minha pussy lindaaa

soul_traces disse...

Enquanto que não nos soltarmos das lembranças, vamos conseguindo viajar nesse comboio que nos faz viver pelos sonhos sonhados e aqueles que já foram vividos. E vão existir sempre viagens. Porque o ciclo tem que ser cumprido.
Beijinhux***