sexta-feira, novembro 24, 2006

Porquês

Um dia não consegui perceber porquê.
Porque é que chove. Porque é que está frio. Porque é que as aves voam. Porque é que o Pai Natal não existe. Porque é que o sol não aparece. Porque é que as folhas caiem. Porque é que não me chamo Maria. Porque é que as mãos têm cinco dedos. Porque é que a mesa da sala de jantar é octagonal. Porque é que não segui Astronomia. Porque é que o tempo não é eterno. Porque é que o fado é português. Porque é que não sou Australiana. Porque é que o coração doi.

Esse dia é hoje.





'Pasión'
No me olvides
yo me muero
Amor
mi vida es sufrimiento
Yo te quiero en mi camino
Por vos cambiaba mi destino
Ay,
abrázame esta noche
aunque no tengas
ganas prefiero que me mientas
tristes breves nuestras vidas
acércate a mí
abrázame a ti por Dios
entrégate a mis brazos.
Tengo un corazón penando
Yo sé que vos lo está escuchando
Con mil lágrimas te quiero
Pasión sos mi amor sincero
Ay,
abrázame esta noche
aunque no tengas ganas
prefiero que me mientas
tristes breves nuestras vidas
acércate a mí abrázame a ti por Dios
entrégate a mis brazos

- Rodrigo Leão
-

[Entregaste-te-me demais. Sempre te disse que demais é nunca.
Mas hoje demais, para mim, é demais.]

2 comentários:

soul_traces disse...

E porque nao o questionarmo-nos? Porque insistimos em crescer e em perder a ingenuidade infantil dos mais pequenos, a filosofia espontanea e natural daqueles a quem os porquês das coisas nunca saciam a sua ânsia desmedida por conhecimento? mantém acesa essa chama infantil. questiona-te. questiona à tua volta. questiona o mundo. a resposta ser-te-á dada...
Beijinhux

Té § [Pi]menta =) disse...

ainda me falta perceber alguns porquês! mas tb ja' percebi pq dói o coração! pq amamos. acho que entragar-se-se demais nunca é demais! :') e às vezes sabem tão bem! :) sempre com textos lindos e fora do vulgar! =P
beijoooo patareca linda * * *