terça-feira, novembro 21, 2006

Contrastes.


Obrigado por saberes cuidar de mim,
tratar de mim,
olhar para mim,
escutar quem sou,
e se ao menos tudo fosse igual a ti





E quando sabemos que podemos, voltamos.
Há sempre um lugar interminávelmente vazio à nossa espera, onde desmacham as lágrimas e os meus olhos desmaiam nos teus, que gritam de prazer que me alimenta a cada segundo onde me prendo.
Suspiros inevitáveis que me rebentam o coração de um alívio enorme.
Mas quando ele arde, escorrega pela gargante arranhando todas as duvidas existenciais que boiam entre o ser da questão. Aquele que tantas vezes desconheço e adormeço a pensar.
Quem sabe um dia perceberei que a isto se chama caminhar.
Hoje chamam-se memórias. E eu tenho saudades.


Enquanto isso vou-te guardando aqui dentro no meio dos abraços embalados de paixão que por vezes se embrulham em choros sem piedade (de quem ama).

1 comentário:

soul_traces disse...

Continua a caminhar pelo teu caminho. aquele que pode ser conturbado. longo. com curvas e contracurvas. mas é teu. e só por isso vale a pena caminhá-lo. continua a manter acesas essas memórias e a ter as saudades que as podem fazer reviver.
Ama. Apaixona-te. Chora. Sê aquilo que queres ser. sê tu mesma. :)
Beijinhux***