sábado, novembro 25, 2006

Luz

Só a luz! Só a luz vale a vida! A luz interior ou a luz exterior. Doente ou com saúde, triste ou alegre, procuro a luz com avidez. A luz para mim é a felicidade. Vivo de luz. Imprego-me, olho-a num êxtase. Valho o que ela vale. Sinto-me caído quando o dia amanhece baço e turvo. Sonho com ela e de manhã é a luz o meu primeiro pensamento.
'Se Tivesse de Recomeçar a Vida' - Raul Brandão
Está um ponto arrumado, enquanto engulo notas de mil definições pragmaticamente impraticáveis.Pensei e enquanto pensava desorganizava os nós que se iam entrelaçando entre as questões e a fraca possibilidade de se resolverem.Agora arrumo pensamentos emaranhados em caixas de metal. Sem palavras pass ou chaves mágicas. Não penso.Esqueci-me das letras, dos números, até das fábulas e das moralidades. Um dia vou-me sentar ao teu lado, junto à lareira e enquanto acenderes o cigarro todos os dogmas darão lugar ao que dois mais três me foram ensinando.É assim que gosto. Aprender nos abraços todas as vezes que dizemos adeus sem nos ouvirmos. E como não nos ouvimos, a lareira está sempre acesa e o cigarro não acaba ao som das gargalhadas que saltam cá de dentro por estarmos ali.
Hoje apetece-me dizer.Mas como todos os apetites, guardo num beijo que logo à noite celamos. Juntos à lareira, com o cigarro na mão e tu ao meu lado.
Esqueci-me do que é estar tudo bem lembrando-me que às vezes bastas estares aqui.

2 comentários:

soul_traces disse...

Até podes arrumar os pensamentos em caixas de metal, mas são caixas almofadadas no mais sensivel veludo. porquê? porque os teus pensamentos são delicados de mais para sentirem a frieza do metal...E por muito que digas que esqueceste as letras, os números, as fábulas e as moralidades, não acredito. porquê? porque tudo isso faz parte de ti. e nao se esquece. pode estar apenas escondido num canto recôndito da alma ou do coração, mas estão lá. como sempre estiveram. como sempre vão estar...Esse "dois mais três" vai ser multiplicando por muitas mais parcelas que te vão continuar a ensinar muita coisa porque também tu vais partilhar o teu conhecimento..Porque a lareira é melhor acesa por dois. Porque o cigarro sabe melhor quando é partilhado, quando prende no filtro o sabor adocicado do amor:)
parabéns aos dois:)***

Anónimo disse...

A falta que me fazem as tuas palavras... E tudo é tão mais simples, desmaiando nelas.

A falta que me fazem...

Bjs