domingo, outubro 21, 2007

Não cedo este segredo, é frágil e é meu

Seremos segredos mesmo quando todos souberem. Porque as nossas palavras saberão sempre mais que o que eles não ouvem segredar nas nossas feridas já saradas.

A música triste vai longe dos meus ouvidos que se cruzam no céu azul num piscar de olhos!
Oiço todos os sons e deixo-me ficar na oração baixinha!
Faz-me vibrar no vento que rasga a pele quente de quem acabou de te ver!
Sentir-te é mais que te tocar!
É a natureza estendida no cheiro de quem sabe tão mais do que rezas de amor. É o sol no canto mais alto de planos imaginários que incendeiam as válvulas dos nossos corações!
Sentir-te, é tudo!
Todas as horas do compasso geométrico que te dizem onde estou! Todas as linhas do tempo inesgotável que me levam a ti!
Sentir-te é trocar os sentidos, desconfigurar os corpos, dançar na lua, desafiar o céu!
Despir-me de tudo que já não sou! Ser tudo outra vez!!
Sondas magnéticas conometrizando o nosso tempo! Eterno! É sempre tão eterno que nem do outro lado do mundo há lugar para a distância! Porque o calor há-de sempre calor, aqui ou na China!


Fecho os olhos. Agradeço a Deus!

8 comentários:

inocência perdida disse...

"Seremos segredos mesmo quando todos souberem."
Quando outros não conseguem chegar a nós, o segredo parece nosso...gosto o modo como lês a vida mafaldinha:):)

páginas soltas disse...

as vezes usas palavras que não se percebem, será que tu propria as percebes?

Português Suave disse...

Voltei a 'nós' com um beijo para te deixar*

Anónimo disse...

Nestas alturas, todos os momentos são curtos e todos os relógios tão rápidos que ao amanhecer vemos o pôr-do-sol e na noite vemos a mais quente luz da manhã.
Tudo se torna eterno, mas, ao mesmo tempo tão volatil. Verdadeiramente universal e singular.
Tal qual quando platonicamente olhamos para aquelas tais pessoas e vemos nelas toda a perfeição que queremos ver . Tudo é tão simples e tão complicado...a respiração, os movimentos, o olhar, a pura existência...!

Pedro Meneses

Street Fighting Man disse...

há uma música de ornatos que reza o seguinte:
"é tempo de nascer
devagar.
eu não quero
ver o fim
sem eu nascer."

renasce e explode, menina. renasce explode.*

sOl disse...

Aquela beleza de sempre..
Aquela inspiração...




sOl*

sOl disse...

Plins de magia**

=p




sOl*

soul_traces disse...

E os melhores segredos são aqueles que se guardam no coração e que se espalham com a alma. Porque, no fim, sabemos que ficam com quem queremos:)
Sente, minha querida. Sente mais e melhor. Troca os sentidos, desconfigura os corpos, dança sob a lua e desafia os céus. Sente e faz-te o que és, como até aqui tens sido... E o tempo, esse, irá sempre correr a teu favor.
Um beijo grande*