domingo, março 11, 2007

É verde!

- Tens os olhos cinzentos?
- Não. porquê?
- Parece!

Gostava de reparar menos nos olhos. Na cor, na íris, nas veias que sangram entre os gritos de euforia e o jorrar das palavras que cortam. De não sentir o calor que dali sai em timbre de furna e em jeito de cavalheiro. Gostava de não lhe devorar o charme daquele ângulo que me engole, quando o olho salta pelo canto fora em direcção ao meu embaraço. De não me perder naquele verde fusco que me acalma o peito quando as lágrimas imperam numa tristeza infinita. Gostava tanto!
E por isso te berro, em jeito de olhar traidor de quem adoça o coração nas horas aflitas e acelera os ponteiros do relógio numa paz que julgava não ser mais tua. Mas não era hoje. Nem agora.
Sem pensar no certo ou no errado, abençoei-me entre o tal ângulo e a vergonha, despoletando a pressa de me contemplares de novo.
Desculpa se te culpo. Se te grito. Se te choro.
Desculpa se me encanto.

7 comentários:

El-Gee disse...

eu e q tou encantado com isto..

El-Gee disse...

(eu, que nao sou esse dos olhos verdes que parecem cinzentos)

soggyscheme disse...

não percebo o contexto do texto, mas por ser pessoal apenas tu deves sabê-lo. de qualquer modo gostei da maneira como transmitiste o que sentes, o que vives.

*

Sandro disse...

Mas, se realmente os olhos são o espelho da alma... o que há de errado em olhar para os olhos e nos perdermos em cada dos seus pormenores?

Um beijo

Té § [Pi]menta =) disse...

os meus são verdes! e os teus tb! :) beijaooooooo

S. disse...

Diria Eugénio de Andrade, um dia esses olhos foram peixinhos verdes, hoje são uns olhos como tantos outros. Mas pedem-te água. Como um oásis, alucinando-te os sonhos. Não sei o quanto tem de miragem e de real. Não preciso saber. Basta-me o calor que emana das tuas palavras, sedentas de um mergulho nesses olhos, que não conheço, mas que já me parecem belos. Porque tudo o que tocam os teus dedos se torna belo, enquanto o espremes para o papel. Não posso deixar de admirar-te. E de desejar-te o melhor.

Porque o universo através dos teus olhos tem outra cor.

Beijinhos

Leal Ribeiro disse...

se cnseguires algum tempo altera o meu link parawww.olhardistinto.blogspot.com