terça-feira, janeiro 16, 2007

Vamos falar do tempo?!

Mal me quer
Bem me quer..


Dentro de todos os sistemas que me vejo 'obrigada' a estudar, chego à conclusão que o que mais me falha é o meu.
A vontade dos dias que caiem na inutilidade e as lacunas que se vão abrindo como esferas que separam uma ponte.
Deixo-me emergir numa espécie de lei sem tão pouco saber aplicá-la, e quando chega a altura de conhecer-te é como se apagasse cada processo de aprendizagem que trabalho ao pormenor.

Não tenho dúvidas do que me move. Das ruas que calco e do solo que sinto a ferver-me dos pés até ao miocárdio. Não tenho que me questionar do quanto me faço e do quanto me dou, e nem assim consigo prever os buracos que se estendem desde o medo até às divergências que se cruzam.
Recorro a tábuas e códigos morse e cada letra vai-se disparando da minha realidade, como se tivesse sido largada a mil metros do chão.

Há dias que não vale a pena.
E tal como esses dias, as palavras que não chegam ao outro lado da linha.
Quando não soubermos o que dizer, vamos falar do tempo?!

4 comentários:

etg4ety disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

O tempo é sempre o assunto mais neutro não é?
Mas porquê chegar a esse ponto, de não sabermos o que dizer?
Talvez se não dissermos tudo logo...

happiness...moreorless disse...

escreves espontaneamente...adoro!

é verdade, às vezes só nos resta falar sobre o tempo.
um beijinho

soul_traces disse...

Nunca penses que há dias que não valem a pena. Todos os dias valem a pena. Uns por umas coisas. Outros por outras. Mesmo as coisas más valem a pena. Temos é que saber procurar a essência da importância.
E tu vais saber sempre do que falar:)
Beijinhux***

p.s. também tenho essa imagem!!!lol