sábado, julho 25, 2009

Uh-oh those summer nights

Num piscar de olhos libertam-se as amarguras que ficam para trás. O silêncio pendurado na janela e a tortura dos ponteiros do relógio no sentido inverso ao tempo das nossas vidas. Ficam os dias de solidão presos nas malditas horas que, nem sempre, pareciam valer a pena.
No fim, respira-se fundo, com a mesma profunda confiança de tal como viemos ao mundo.
Solidários com o sol é hora de tirar as toalhas da gaveta, as pranchas das garagens, os fatos de mergulho, os calções de praia e o protector solar: Chegaram as vinte e quatro horas de água salgada, de uma bênção luminosa por entre o raiar do dia ao adormecer num mesmo raiar! Venham os minutos com mais de sessenta segundos, a febre de sábado à noite, a música nas alturas, as ensurdecedoras ondas a estalarem na areia, até o vento que abafa uns grausitos a mais...
Venha o mar, onde falo de ti, espraiado pelos cantos da casa onde saudámos o Verão. Venha o mar, onde falo de ti, das coisas que nunca perdi!

:)


6 comentários:

palavrasnopapel disse...

o mar.. um conselheiro, um companheiro, uma caixa de segredos !
adorei o blog, vou seguir.
desculpa a invasão

RitaNeiva disse...

Venha o mar...e tudo de bom que nos pode trazer!
Boas férias linda`**

Qel disse...

venham essas 24 sobre 24 horas escaldadas pelo sol, para ti e para mim. Venha o mar também! :D *

Andreia disse...

Cheira-me a férias! *

Qel disse...

(:
envia-me o teu e-mail para eu adicionar ao meu blog (vou bloqueá-lo) :p *

Rui disse...

Isto agora é blog restrito, sinto-me importante por poder cá andar :D