sábado, setembro 22, 2007

O pior!

Dava o céu para não me lembrar mais daquela sensação!
As paredes ensaguentadas com o pior que há em mim ..
Já não vos (re)conheço e, naquele momento, o desejo de vos aniquilar ocupava-me cada canto do cérebro corruendo a pulsação já acelerada.
Nem sei quem desprezo mais .. mas hoje tenho a certeza que não quero ser assim!

Falsidade! É tudo o que representas!
Horas a fio a denunciar segredos na transparência imaculada dos vidros que agora vais pisar!
Devias ter vergonha!


E tu, nunca me enfrentarás! Porque sabes que te desfaço ao preservar o que sempre fui!
(É incrível como ainda consigo ser um fantasma em certas vidas..)
E dói-te! Dói-te saber que a tua esperança deu lugar a planos não exequíveis! Até a mim me dói ..
As palavras tornam-se demasiado inúteis ao passo que te vais expatriando do melhor que podias ser!
O teu sorriso deixou-se manchar pelo mais lúgubre que há em ti!
Não te convenças que tens o queres! No mínimo, tens o que precisas!
Quando te deixar de doer, tu vais saber! Perceberás que não tinhas de destrinçar as tuas horas das minhas para que o teu relógio funcionasse na mesma!
Conseguiste ser uma perda de tempo nos teus prórpios dias!
Parabens!

Pior que desilusões de amor, só vocês!

6 comentários:

Utopic disse...

Ahah, eu tento, fico-me por ai, esses elogios é que me saem cá sempre umas hipérboles jeitosas :P mas obrigado na mesma. Quanto ao teu texto... acho que o descodifico num "quero-te mas não te posso querer", "quero convencer-me que me queres mas nunca vou saber se é bem assim" e "quero que sofras como eu sofri/sofro mas não acredito que o consiga fazer". É por aqui? :P são só palpites, mas cheira-me que não ando longe :D Ah, e andas com um vocabulário todo rico, sim senhora! :) *

inocência perdida disse...

"Conseguiste ser uma perda de tempo nos teus próprios dias!"

No minímo brilhante amiga:)

Street Fighting Man disse...

raiva contra pessoas. é tudo raiva contra pessoas. bocados de carne andantes que falam e se julgam senhores e reis e tiranos e fulanos e cicranos e tudo e mais e alguma coisa.
e um tipo esbarra sempre naquele tipo de pessoa incontornavel e odiavel, que ainda assim não conseguimos eliminar da equação.

viver anda pela hora da morte

marta. disse...

tantas pessoas a ser perdas de tempo.
A todas, parabéns.
A ti, toda a força do mundo por não seres assim :')

Um beijo querida

soul_traces disse...

As palavras nunca serão inúteis. As tuas, não. Serão sempre úteis para mostrar o que vai aí dentro. Mesmo que de uma forma confusa como esta =) :X
Beijinho grande*

S. disse...

Releio nas tuas entrelinhas alguns apontamentos da minha própria história. Admiro-te a coragem de partir a loiça e de, no estilhaço das palavras ditas, saíres inteira. Tu és inteira.

É isso que é tão difícil de encontrar, essa força de virar o mundo ao contrário se ele te está a trocar as voltas.

Embeveces-me.