domingo, agosto 19, 2007

Your voice

Quase que podia jurar que era a tua voz..
A tua saliva contornada num passado feliz e o teu hálito à espera do último sorriso que te dei.
Sentia o cheiro dos teus olhos respirarem os meus e o riso dos teus sentidos tocarem-me em rectas circulares! As tuas mãos abraçadas nas minhas e o teu peito sossegado no meu coração.
Hoje dava o mundo. Trocava a Terra. Desafiava as leis da física.
Ia .. ia tanto para longe. Tudo à volta é noite, onde o perto é onde tu não estás.
Dizem que é Verão lá fora, mas as palavras atravessam-me a garganta em blocos de neve que teimam em não cair.
Preciso tanto de ti!!!
Abençoar-te com os meus gestos, venerar-te em palavras, engolir-te em paixão!
Dá-me dois segundos do teu sol só para me aquecer nos teus dias. Nunca te esqueças! Cá é Inverno e não se podem contrariar as estações do ano!
Volta!
E faz tudo girar outra vez! Seja lá para que lado for! Contigo vou até ao Outono, se quiseres!


Quase que podia jurar que era a tua voz..
Tocou o telefone e tive de desligar!!!



Telefonei p'ra Tokyo só p'ra te ouvir cantar, pensei que a tua voz me pudesse animar.

5 comentários:

Petra disse...

Bonito texto. :'D

(talvez 1 dia a sua voz venha com ele)

umbeijo,

Street Fighting Man disse...

oh faldinha, já não falta assim tanto po outono lool se dissesses até á páscoa ainda estava naquela ;)

textos deliciosos como sempre
*-*-*

R i t a disse...

Ja faz algum tempo que nao passava por aqui...(desculpa a minha ausencia..=p)

Gosto do leio aqui neste blog!
Gosto da selecção fotografica deste blog!
Gosto da selecção musical deste blog!

;)

(beijinhos para a "filhota" =p)

sOuL_tRaCeS disse...

Faz do longe da vista um muito perto do coração.
Transforma as saudades em sorrisos de recordações que apertam o coração.
Conta os dias que já passaram em vez dos que ainda estão pela frente.
Faz da necessidade um desejo que se acalenta com ternura bem no cantinho do coração.
Enquanto que os dias vão passando, na quietude de quem espera, deixa-nos venerar-te as palavras que tão bem se soltam por aqui.
Lindo, como sempre.
Um beijo enorme minha querida*

Sandro disse...

Adorei o texto... muito mesmo!

Beijo enorme